Carolina: Primeiro Comando da Capital (PCC) começa a ter admiradores na terra do sol

Começa a surgir uma competição entre as facções e as instituições que podem auxiliar na construção da identidade dos jovens. – “A ordem paralela” – antissistema –

SDC10446.JPG

Quando as facções chegam, elas assumem essa esfera de construção de uma identidade de transição dos jovens, com uma oferta muito atraente. Além da grana e eu nem acho que isso é o principal, há uma promessa de masculinidade, de virilidade. Há um ethos ao consumo, ao status que esse tipo de vida proporciona. Alguns enxergam que existe esse status.

A sociedade necessita ouvir o silêncio e desconstruir a sedução que as facções oferecem aos jovens. OS JOVENS QUEREM SER VISTOS…

A ausência de ética e probidade(honestidade, retidão) dos representantes, de educação de qualidade, de saúde, de cultura, de lazer e de perspectiva de vida aos jovens Carolinenses, abriu a porta para a entrada dessa admiração.

Se o moleque é estigmatizado ou rejeitado pela sociedade, encontrará e se juntará a outros como ele e, se sozinhos eram fracos, unidos serão invencíveis, ou quase. Assim, um pobre destinado a trabalhar carregando cimento passa a ser membro de uma facção, exibindo os símbolos da gangue tatuados no corpo e outras conquistas, como roupas de marca.

Com isso, apesar de continuar excluído, o jovem passa a ser respeitado, seja por medo ou inveja.

Isso pode ser um “grito” de socorro e muitos não ouvem!  Escute o silêncio!

SDC10447SDC10448

Anúncios

POLÍCIA | PRESOS DOIS ASSALTANTES DA EMPRESA PIPES EM CAROLINA

O assalto ocorreu no dia 25 de junho no momento em que um dos gerentes da PIPES conduziu grande quantidade de dinheiro até o escritório da empresa na Beira Rio de Carolina. A prisão ocorreu na manhã desta quinta-feira, dia 05 de julho.

Foram presos Cicero Costa Brito, 24 anos e Robson da Silva Machado, 27 anos

Foram apreendidas 1 espingarda calibre 28 e o montante de R$12 mil  747 reais

pm.jpg

36687821_1713897742058292_4206058900287389696_o36712214_1713897682058298_1279318715636121600_n

cicero
Cícero Costa

 

 

Carolina: Mais uma aberração. Prefeitura irá asfaltar 4 ruas sem saneamento básico

sdc13287.jpg

Segundo fonte de dentro da própria Prefeitura de Carolina, agora em julho será anunciado pelo Prefeito Erivelton T. Neves (SD) o inicio de pavimentação asfáltica de 4 ruas em Carolina-MA, mas segundo a fonte, não há nada programado para o saneamento delas.

(1.217.917,35 (um milhão duzentos e dezessete mil novecentos e dezessete reais e trinta e cinco centavos). e  471.554,12 (quatrocentos e setenta e um mil quinhentos e cinquenta e quatro reais e doze centavos). )

Sendo 3 no bairro Nova Carolina e 1 no bairro brejinho, além de uma operação tapa buraco para arrumar a obra do MAIS ASFALTO que já deteriora.

Suspeita-se que o critério para escolha das ruas seria o apoio de quem reside nelas, Secretário, Vereador e Empresário aliado.

O motivo dessa deterioração do asfalto é a falta de saneamento básico.

Novamente sem se preocupar com o dinheiro público irão novamente asfaltar ruas sem a menor condição. Esgotos escorrendo pelas ruas, inundações no período de chuvas e falha no abastecimento de água. BRINCAM COM O DINHEIRO PÚBLICO.

Obras de pavimentação de ruas e estradas só poderiam ser realizadas após as obras de saneamento básico. Há  projeto de lei aprovado nesse sentido e por unanimidade na Comissão de Infraestrutura do Senado, que alertou para o desperdício de recursos públicos quando governadores e prefeitos dão prioridade à colocação de asfaltos e pouco tempo depois quebram a pavimentação para a colocação de redes de água e esgoto.

Espera-se que os administradores e a própria população se atente para esse desperdício de dinheiro público em obra que daqui 1 ano precisará ser refeita

 

dsc_0002.jpg

AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO

AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO. TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2018-CPL/PMC. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 42/2018-PMC. A Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Urbanismo, ANDRÉIA MOREIRA PESSOA ANTONIOLLI, CPF n° 819.836.383-15, torna público o Resultado da Licitação da Tomada de Preços nº 002/2018-CPL/PMC, cujo objeto é a Pavimentação Asfáltica no Município de Carolina – Ma. EMPRESA: COSTA NETO CONSTRUÇÕES LTDA-ME, CNPJ nº 02.772.763/0001-86. VALOR: R$ 471.554,12 (quatrocentos e setenta e um mil quinhentos e cinquenta e quatro reais e doze centavos). FUNDAMENTO LEGAL: Lei Federal nº 8.666/1993. Carolina/MA, 25 de junho de 2018. ANDRÉIA MOREIRA PESSOA ANTONIOLLI – Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Urbanismo.

 

AQUI

AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO

AVISO DE RESULTADO DA LICITAÇÃO. TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2018-CPL/PMC. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 40/2018-PMC. A Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Urbanismo, ANDRÉIA MOREIRA PESSOA ANTONIOLLI, CPF n° 819.836.383-15, torna público o Resultado da Licitação da Tomada de Preços nº 001/2018-CPL/PMC, cujo objeto é a Contratação de Empresa Especializada para Recapeamento e tapa buraco de diversas ruas e avenidas do município de Carolina-Ma. EMPRESA: COSTA NETO CONSTRUÇÕES LTDA-ME, CNPJ nº 02.772.763/0001-86. VALOR: R$ 1.217.917,35 (um milhão duzentos e dezessete mil novecentos e dezessete reais e trinta e cinco centavos). FUNDAMENTO LEGAL: Lei Federal nº 8.666/1993. Carolina/MA, 25 de junho de 2018. ANDRÉIA MOREIRA PESSOA ANTONIOLLI – Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Urbanismo.

sdc13289.jpg

POLÍCIA | MADEIRA ILEGAL É APREENDIDA E DOIS SÃO PRESOS DENTRO DO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DAS MESAS

madeira.jpg

O proprietário da Fazenda Cabeceira da Ema, Francisco Vasconcelos Rocha denunciou a retirada ilegal de madeira de dentro de área de propriedade de sua família. Duas pessoas foram presas. Chico Rocha denunciou ainda que as instituições de preservação do Parque Nacional em CAROLINA não deram atenção devida ao caso.

Diante dos fatos, confeccionou um boletim de ocorrência de Nº 663/2018 em 25 de junho de 2018, na Delegacia de Policia Civil de Carolina a fim de que fosse resolvido tal demanda.

Segundo o boletim de ocorrência do denunciante, no dia 11 de junho de 2018 teve a informação de que haviam vizinhos de terra  que estavam extraindo madeira em sua propriedade e vendendo para madeireira em Carolina/MA. Em 24 de junho, Chico Rocha percorreu suas terras e que encontrou aproximadamente 39 arvores cortadas. No dia  25 de junho, foi a uma madeireira e que o gerente informou que um senhor de nome ELME havia ido oferecer uma madeira.

Na noite de 27 de junho, a 2ª Cia do 4º BPM sob o comando do Capitão Rogélio conseguiram obter êxito e apreenderam uma moto serra e 2 Toyotas bandeirantes com 25 toras de madeira (LOURO) provenientes das terras de Chico Rocha, terras estas que ficam dentro do Parque Nacional Chapada das Mesas.

2 cidadãos indicados pelos trabalhadores que estavam transportando a madeira, foram presos como sendo os mandantes do crime ambiental, sendo identificados como Elme Gomes Pereira  e Francisco Pereira Maranhão,  entregues à DEPOL para as providências cabíveis.

O proprietário das terras e da madeira, tentou na manhã de hoje(28) contato com  as instituições de preservação do Parque Nacional em CAROLINA,  para que tomassem as devidas providências a cerca do caso e fossem à empresa aonde ele havia encontrado as supostas madeiras retiradas da sua terra. Foi em vão..

capitão
Capitão Rogélio – Comandante da 2ª CIA do 4º BPM Carolina

BO.jpg

 

 

 

 

 

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do blog Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: henriqueaires@gmail.com que iremos analisar.

Carolina: Gerente da empresa PIPES é baleado

PIPES

Por volta de 9hrs da manhã de hoje(25), um funcionário da PIPES saiu  de casa para fazer a prestação de contas do movimento diário, quando foi abordado por um motoqueiro.

Após entregar a bolsa o assaltante atirou na perna do funcionário.

A empresa não divulgou a quantia que foi levada.

O funcionário baleado foi socorrido, encaminhado ao HMC- Hospital Municipal de Carolina  e não corre risco de morte.

O fato ocorreu na Rua Duque de Caxias, em uma das vias de acesso à empresa, na beira rio.

 

assalto1

assalto

Carolina: Prefeito insiste no TJ/ MA retirar a Gratificação Técnica de Atividades de Nível Superior dos servidores

Finalidade: De ordem do Excelentíssimo Desembargador Relator, encaminho a presente Carta de Ordem ao Juízo de Direito da Comarca de CAROLINA/MA, para que seja intimado o PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CAROLINA/MA, a fim de que subscreva a petição inicial nos termos em que solicitado pela douta Procuradoria-Geral de Justiça, conforme Despacho ID 1996840, cuja cópia segue em anexo.  São Luís, 07 de junho de 2018.

Sem título-3 cópia
Reprodução DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE ADI 0803113-80.2017.8.10.0000 – Inconstitucionalidade Material PREFEITO MUNICIPAL DE CAROLINA – ERIVELTON TEIXEIRA NEVES X MUNICIPIO DE CAROLINA – CAMARA MUNICIPAL Juntada de Petição de parecer (15/06/2018 14:46:29)

Em Ação Direta de Inscontitucionalidade proposta pelo Prefeito Municipal de Carolina, Erivelton Teixeira Neves, busca ter expurgada, do ordenamento jurídico, o art. 35, da Lei Municipal nº 211/98, via do qual criada a “Gratificação Técnica de Atividades de Nível Superior, atribuída aos ocupantes de cargos do Grupo Ocupacional de Nível Superior de 222% (duzentos e vinte e dois por cento), calculados sobre o vencimento-base do cargo provido”.

O Requerente sustenta, em síntese, que referida gratificação, “não decorrente de desempenho de serviços comuns em condições anormais ou adversas, tão pouco decorrentes do tempo de serviço do servidor”, mas tão somente “pelo simples fato de possuir qualificação que é da própria natureza do cargo que ocupa”, resultaria contrária à moral administrativa e ao interesse coletivo, servindo “apenas como mecanismo destinado a beneficiar interesses exclusivamente privados dos agentes públicos”.

Sob tal prisma, diz, não se podendo “efetuar o pagamento de verba em função de escolaridade superior que é condição inerente ao próprio cargo”, é que pede sejam liminarmente suspensos os efeitos daquele regramento, até decisão final do caso.

Sem título-4 cópia
Reprodução PJE

 

FONTE: pje2.tjma.jus.br

DOWNLOAD DA MOVIMENTAÇÃO  >

DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADEADI 0803113-80.2017.8.10.0000 – Inconstitucionalidade MaterialPREFEITO MUNICIPAL DE CAROLINA – ERIVELTON TEIXEIRA NEVES X MUNICIPIO DE CAROLINA – CAMARA MUNICIPAL Juntada de Petição de parecer (15/06/2018 14:46:29)

0803113-80.2017.8.10.0000_1062784

0803113-80.2017.8.10.0000_1704881

0803113-80.2017.8.10.0000_1996840

 

PLENO.jpg

 

 

%d blogueiros gostam disto: