Carolina: Atenção Ministério Público, 6 milhões em combustíveis. Para que mesmo?

O que os entregadores de quentinhas eleitorais vão dizer disso?

R$ 6.089.377,80 (Seis Milhões oitenta e nove mil trezentos e setenta e sete reais e oitenta centavos). EM COMBUSTÍVEIS… NO ANO DE 2017…. 1/6 DO ORÇAMENTO ANUAL.

COMBUSTIVEL 2017.jpg

Em dispensa de licitação, assinada em Carolina/MA, 19 de abril de 2017. RONALDO NOLETO COSTA – Secretário Municipal de Administração, Finanças, Planejamento e Urbanismo constava o valor de VALOR: R$ 1.957.510,00 (um milhão, novecentos e cinquenta e sete mil, quinhentos e dez reais).

Menos de 30 dias já tinha ganhador de licitação relâmpago com um montante ainda mais surpreendente.  (EM MENOS DE 30 DIAS FIZERAM LICITAÇÃO? COMO, ONDE. ÃH!!?)

Agora vão dar algumas voltas ao mundo ou iniciar uma série de Mega obras, a cifra chega a R$ 4.131.867,80 (quatro milhões cento e trinta e um mil oitocentos e sessenta e sete reais e oitenta centavos.)

Totalizando R$ 6.089.377,80 (Seis Milhões oitenta e nove mil trezentos e setenta e sete reais e oitenta centavos).

Em uma cidade que o Prefeito se lamenta diariamente de impossibilidade de construir algo., tentando justificar sua inércia e incompetência administrativa, depois de ter torrado mais de R$ 1 Milhão e Meio em um carnaval e quase meio milhão em material esportivo e R$ 40.000,00 (QUARENTA MIL REAIS) só em coco ralado. Sai com um valor para aquisição de combustível que apenas se justificaria se estivesse cumprindo uma de suas promessas de campanha: ” FAZER 10KM DE ESTRADAS POR MÊS”.

Sabemos que não fez nesses últimos meses, NADA.

Cabe aos órgãos de fiscalização apurar esse derrame de dinheiro em combustíveis e onde foram consumidos.

Cabe ao Ministério Público do Maranhão acompanhar essa farra com o  dinheiro público.

combusy.jpg

combusty.jpg

leia sobre o assunto já divulgado

Carolina-MA: Não é que não tenha. Tem dispensa de licitação para aquisição de R$ 1.957.510,00 em combustíveis

 

Prefeitura de Carolina compra combustíveis por 3 meses sem licitação

 

4 MESES E 15 DIAS depois, Prefeitura de Carolina licita combustíveis

Carolina-MA: 5 meses sem licitação para a saúde

AVI.jpg

Entre a letra da lei e a realidade, porém, existe um abismo

No setor público brasileiro, a licitação é a regra para a aquisição de bens e serviços, contratação de obras e alienações ou cessão do direito de uso de bens públicos.

Segundo a legislação brasileira, licitação é o procedimento administrativo formal pelo qual a Administração Pública convoca fornecedores interessados em fornecer bens ou serviços, ou ainda, interessados em adquirir bens públicos alienados, de forma que a proposta mais vantajosa para a Administração Pública.

Estranhamente estamos em 10 de maio de 2017 e não foi localizado em nenhum dos diários oficiais, licitação para aquisição de medicamentos ou qualquer produto utilizado nos hospitais e postos de saúde do Município de Carolina-MA.

Se há contratos sem licitação, ou Ata de Registro de Preços (ARP), também não foram localizados, falta de planejamento das políticas públicas de saúde é o que nos parece ocorrer no atual governo municipal que tinha como carro chefe em campanha eleitoral a evolução do atendimento médico e das condições hospitalares, pelo fato do então prefeito ser um médico.

23.833 habitantes esperando um atendimento digno e uma das condições para tal é a aquisição de insumos necessários por meio de licitações.

 A Administração Pública tem que ter os olhos voltados para o interesse público. Em razão disso, precisa valer-se do processo licitatório para contratar com terceiros. A licitação permite que várias pessoas ofereçam suas propostas, prestigiando a competitividade e, em consequência, permitindo que seja escolhida a proposta mais vantajosa para a administração pública, prestigiando também a economicidade.

Surreal essa situação, dinheiro do FNS vem, a necessidade é maior e quem deveria agir de forma a sanar as carências da população, não demonstra interesse ou responsabilidade com o que é  público.  Nada justifica.

 ESSAS SÃO AS PROMESSAS

plano de saude governo
Plano de Governo do Prefeito

 

            #VALORES RECEBIDOS DO FNS EM 2017

saude1
Reprodução: Repasse do FNS fundo a fundo Carolina-MA 2017

Carolina_MA: Operação Brasil Central Seguro de combate ao crime organizado realiza prisões

Policiais civis e militares da Regional de Balsas participam da Operação Brasil Central Seguro que teve início ás 6:00 h da manhã desta quinta-feira (07)

pc
Efetivo policial envolvido na operação Brasil Central seguro em Carolina (MA) (Crédito foto: Dr. Fagno Vieira)

No Maranhão foram eleitas as cidades de Imperatriz, Estreito e Carolina para a realização da operação que ocorre simultaneamente nos estados que integram o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins, Minas Gerais e Distrito Federal.

Grande efetivo policial foi empregado nesta operação com policiais militares, civis, bombeiros militares, sendo convidados a participarem a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, com enfoque principal no combate e prevenção aos crimes interestadual de tráfico de drogas, furto/roubo de veículos e cargas. Durante a operação serão cumpridos centenas de mandados de busca e apreensão e mandados de prisão.

Em Carolina (MA), as forças de segurança cumpriram vários mandatos de busca e apreensão que resultou na prisão de dois suspeitos por tráfico de drogas, José Cleudina Nascimento, vulgo Xororó e Deusenir Ferreira de oliveira vulgo Malabin

Durante a operação estão sendo realizadas blitz e barreiras com revista em veículos nas rodovias e na travessia da Balsa de Filadélfia (TO) a Carolina (MA). Via identificada pelo Serviço de Inteligência da Polícia como sendo rota de tráfico e transporte de drogas, armas, veículos e cargas roubadas.

A Polícia Civil foi comandada pelo Delegado Regional de Balsas, Dr. Fagno Vieira com a participação do Dr. Almerich Bulhões, delegado de Carolina (MA) e Dr. Péricles Fonseca, delegado de São Raimundo das Mangabeiras. O comando da Polícia Militar ficou por conta do Tenente Hélio Dias de Carolina (MA)

A operação Brasil Central Seguro terá a duração de 24 horas ininterruptas, com encerramento previsto para às 06:00h da manhã de sexta-feira (08).

(Ações da Operação Brasil Central Seguro em Carolina – MA)

Com Diário de Balsas

PMMA_1.jpg

Plano de Operação nº 008/2016 – PM/3 Brasil Central Seguro / 2016

O Comando do CPI, através de suas UOp dos Comandos de Área do Interior e em harmonia com as coirmãs participantes, desencadeará medidas preventivas e repressivas, com o objetivo de garantir a ordem e tranquilidade pública durante a realização da Operação denominada “BRASIL CENTRAL SEGURO”, nos municípios do interior do Maranhão limítrofes com o Estado do Tocantins, estendendo-se de 070600jul16-qui a 080600jul16-sex com fito de evitar ocorrências que comprometam a preservação da ordem pública.

Governo do Maranhão manda R$100.000 para festa Junina em Carolina

Apesar de sabermos que a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Turismo bateram o pires nas lojas já quase fechando na cidade de Carolina-MA, atrás de ajuda financeira para fazerem a Festa Junina 2016 e até o momento nem um palco foi montado e nenhuma atração além dos alunos das escolas do municípios como atração.

Festa J.jpg

Prefeitura embolsa do Governo do Maranhão  R$100.000,00 (CEM MIL REAIS) para festa Junina em Carolina.

  AONDE ESSE DINHEIRO FOI PARAR????

 

Carolina_MA: Policia prende 3 envolvidos no homicídio do Cabo da PM

No dia de ontem(20), 3 elementos foram presos por suspeitas de participação no crime que vitimou o Cabo da PM Barreto ( Cleomar da Conceição Barreto) e feriu o carcereiro da Delegacia de  Carolina, Raimundo, fato este ocorrido na madrugada de segunda em um bar localizado nas proximidades do Cemitério central de Carolina.

BANNER.jpg

Policiais ainda estão na busca dos dois principais participantes do homicídio do Cabo da PM, na região do Farinha, Município de Carolina.

Não nos foi repassado a identificação dos suspeitos.

 

Prefeitura de Carolina contrata empresa médica por R$ 1.106.840,00

NÃO FALTARÁ MAIS ATENDIMENTOS MÉDICOS EM CAROLINA

Contratação de empresa especializada para prestação de serviços médicos em regime ambulatorial em Clínica Médica e eletivos em Cirurgias gerais, Pediatria e de anestesiologia

hmc.jpg

O Secretário de Finanças da Prefeitura Municipal de Carolina, Estado do Maranhão, no uso das atribuições do seu cargo, com base no termo de adjudicação da licitação na modalidade Pregão Presencial nº 13/2016, em conformidade com o que dispõe a Lei Nº 8.666/93 e suas alterações posteriores, R E S O L V E, HOMOLOGAR o objeto do presente processo licitatório à empresa: BUENO E COSTA LTDA-ME, inscrita no CNPJ: sob o nº 17.340.568/0001-54, situada na Avenida Jose Sarney, n° 973-A, Centro, Imperatriz–MA, vencedora de todos os itens, com proposta apresentada no valor total de R$ 1.106.840,00 (Um milhão cento e seis reais oitocentos e quarenta reais) OBJETO: Contratação de empresa especializada para prestação de serviços médicos em regime ambulatorial em Clínica Médica e eletivos em Cirurgias gerais, Pediatria e de anestesiologia junto ao Hospital Municipal de Carolina (HMC), para atender as necessidades dos usuários do Sistema Único de Saúde que deles necessitam, no município de Carolina- MA. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAROLINA, ESTADO DO MARANHÃO, 19 DE MAIO DE 2016. WASHINGTON FERREIRA LIMA. Secretário Municipal de Finanças

Carolina_Ma: Vereadora acusa Prefeito de apropria-se de valores dos Funcionários Públicos

Prefeitura desconta de contra cheque e deixa funcionários sem consignados

Vereadora Idalina de forma solitária, mas enérgica. encaminha solicitação ao Bradesco- Carolina_MA, com o intuito de respaldar-se legalmente afim de acionar o Poder Público Municipal,  na justiça.

vereadora Idalina.jpg

Uma situação que se arrasta a bastante tempo. Segundo o relato da Vereadora, a prefeitura retira dos contra-cheques dos funcionários os valores referentes aos consignados feitos por eles junto à agência bancária. E de forma irresponsável os deixam impossibilitados de movimentarem outros consignados ou até refinanciá-los, pelo não repasse da Prefeitura ao Banco dos valores já recebidos.

De acordo com a Vereadora Idalina Santos, o montante chega ao valor de R$ 200.000,00 (Duzentos Mil Reais).

De forma muito agressiva em suas palavras, talvez por ver o tamanho da irresponsabilidade de uma gestão, ela  acusa o prefeito Ubiratan Jucá(PMDB) de apropriar-se de forma fraudulenta dos valores recolhidos.

Segundo sua publicação em rede social, irá encaminhar ao Ministério Público, para que tome as devidas providências diante do caso comprovado. MAIS UM.

IDALINA SANTOS.jpg