Turismo gay cresceu 11% no Brasil

Setor, que gera receitas de US$ 218 bilhões no mundo, avançou mais no país do que o turismo geral em 2017

TR.jpg

Estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) revela que o público LGBT é um dos segmentos de maior potencial de faturamento econômico para o setor do turismo no país. Segundo o levantamento, publicado no início do ano, o Brasil é o país da América Latina com maior potencial de crescimento de receitas com o turismo gay. Em 2017, o setor registrou alta de cerca de 11% no país, enquanto o turismo de modo geral subiu 3,5%.

Segundo a consultoria Out Now, o turismo LGBT movimenta anualmente US$ 218 bilhões (R$ 856,72 bilhões na cotação atual). Outro estudo, feito em 2015 pela associação Out Leadership, voltada para iniciativas ao público gay, indicou que o potencial financeiro do segmento LGBT era estimado em US$ 133 bilhões (R$ 418,9 bilhões na cotação da época). Ao fazer criticas a essa parcela do ramo turístico, durante um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto, Bolsonaro completou seu argumento com a frase “temos famílias”. Bolsonaro afirmou ainda que os turistas seriam bem recebidos se buscassem outros objetivos.

— Quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade. Agora, (o Brasil) não pode ficar conhecido como paraíso do mundo gay — declarou.

O estudo do Sebrae aponta que o turismo LGBT poderia movimentar o mercado de serviços, incluindo modelos de negócio específicos, como cruzeiros marítimos, paradas e festas temáticas e viagens de lua de mel. Desde 2013, quando foi aprovado o casamento civil homoafetivo, até o final de 2017, o Brasil já realizou 19.522 casamentos entre dois homens ou duas mulheres.

O Sebrae também destacou eventos que contribuem para gerar oportunidades de negócios voltados para o turismo gay no Brasil. A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, por exemplo, é considerada uma das maiores do mundo. Em 2018, cerca de três milhões de pessoas se reuniram para participar da festa, na Avenida Paulista, gerando uma receita de R$ 190 milhões. Outras festas nacionais também atraem turistas de diversas regiões, como a San Island Weekend, na Bahia, que reúne cerca de quatro mil pessoas; o Miss Brasil Gay, que acontece todos os anos em Minas Gerais; e o Hell & Heaven, maior festival brasileiro de música eletrônica voltado para o público gay.

“É importante que as empresas conheçam bem e estejam preparadas para atender e trabalhar com esse público. De forma geral, esse turista é considerado como mais exigente quando busca algum tipo de serviço e/ou produto”, ressalta o estudo.

Um dos conceitos difundidos pelo Sebrae é o de país “gay-friendly” – amigável a gays, em tradução livre. O termo é utilizado para fazer referência a locais, políticas e instituições que oferecem ambiente aberto, agradável, receptivo e confortável para o público LGBT. Em 2018, foi firmado um acordo entre o Ministério do Turismo, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil para promover e apoiar a divulgação do Brasil, nacional e internacionalmente, como um destino “gay-friendly”.

“Essa iniciativa tem como objetivo conscientizar e sensibilizar aqueles que prestam serviços relacionados ao turismo a reconhecer o potencial desse público e, mais do que isso, a respeitar e evitar qualquer tipo de preconceito no atendimento a pessoas LGBT”, diz o Sebrae.

 

Agência O Globo

TASSO FRAGOSO – MPMA aciona prefeito para garantir atendimento adequado a adolescentes infratores

download.jpg

A precariedade do atendimento a adolescentes infratores em Tasso Fragoso motivou o Ministério Público do Maranhão (MPMA) a ajuizar, em 3 de abril, Ação Civil Pública, com pedido de liminar, contra o prefeito Roberth Cleydson Martins Coelho.

Na ação, o titular da 3ª Promotoria de Justiça de Balsas, Lindomar Luiz Della Libera, requer a readequação de espaços e realocação de recursos financeiros e humanos para atendimento imediato de adolescentes em liberdade assistida, para prestação de serviços à comunidade e a reparação dos danos. Tasso Fragoso é termo judiciário de Balsas.

“No município, a execução das medidas socioeducativas em meio aberto fica a cargo de entidades para as quais são encaminhados, de forma precária e sem qualquer orientação ou preparo, adolescentes aos quais se impõe a medida de prestação de serviços à comunidade”, relata o promotor de justiça.

Ainda segundo ele, os adolescentes são acompanhados pelo Conselho Tutelar local e pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de maneira improvisada e contrária ao que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90). Também não há planejamento ou proposta de atendimento na orientação da medida de liberdade assistida.

PEDIDOS

O MPMA solicita, ainda, que sejam alocados recursos materiais e humanos para implantação de programas de atendimento aos adolescentes infratores. Cada um deve oferecer, pelo menos, 30 vagas.

As medidas socioeducativas devem ser elaboradas e acompanhadas por uma equipe multiprofissional, composta, por pedagogos, psicólogos e assistentes sociais. As atividades desenvolvidas com os adolescentes e suas famílias, devem ser acompanhadas de justificativas técnicas e indicações de responsáveis pela aplicação.

Outro pedido é a articulação de ações com os demais programas e serviços destinados ao atendimento de crianças, adolescentes e famílias em execução no município, como os CREAS/CRAS e CAPs.

Devem ser contempladas a articulação de ações com a comunidade e com entidades governamentais e não governamentais; atividades para inserção/reinserção dos adolescentes a eles vinculados no sistema de ensino, cursos profissionalizantes, entre outros.

Também devem ser contemplados o atendimento de adolescentes egressos das unidades de internação e semiliberdade. Tais adolescentes devem ser registrados junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O Ministério Público requer, ainda, a reavaliação permanente de qualidade e eficácia das medidas socioeducativas, a partir de índices de adesão ao atendimento e à reincidência na prática de atos infracionais.

A multa por descumprimento solicitada é de R$ 1 mil diários para cada item da liminar.

Redação: CCOM-MPMA

Carolina: 2 CP do 4 BPM deflagra a Operação Tiradentes

Este slideshow necessita de JavaScript.

_20190425_081506

A operação teve início na noite de ontem,24 e conta com esforços adicionais por parte das corporações nas ações de prevenção e manutenção da ordem pública, com vistas à promoção da segurança dos cidadãos brasileiros. A ação recebe esse nome porque visa contribuir, de forma significativa, para o exercício do papel primordial do Estado, que é a promoção da segurança, condição essencial para a vida em sociedade, da existência da democracia e da realização das outras funções do Estado,

 

Carolina: Acusado de furtar moto é Preso

IMG-20190423-WA0221.jpg

Em mais uma ação conjunta, Polícia Civil e Militar de Carolina-MA prendem o nacional MAYK SOUSA DOS ANJOS, acusado de ter furtado uma motocicleta HONDA/BROS na cidade de Babaçulândia-TO. MAYK havia trazido a motocicleta e a camuflado na vegetação, em uma área na zona rural de Carolina-MA. O autor estava escondido na residência de LEOMAR CARDOSO DOS SANTOS, o qual possuía uma arma de fogo calibre 28. Ambos foram conduzidos para a Delegacia onde serão feitos os procedimentos cabíveis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pará: Governo prepara concurso da PM, Policia Civil e SuSiPi

policiais-para-jornalista.png

O governo do Pará anunciou na quarta-feira, 17, a realização de novos concursos para os órgãos de Segurança do Estado. De acordo com a Secretaria de Administração, já foram iniciados os procedimentos para editais da Polícia Militar, Polícia Civil e Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe).
Para o concurso da Polícia Militar (http://sead.pa.gov.br/site/2571/) estão previstas oportunidades para praças, oficiais, praça auxiliar de saúde, praça músico e
ociais de saúde. Já para Polícia Civil-PA as vagas serão nos cargos de delegado, escrivão, investigador e papiloscopista.
A corporação também já tinha autorização para abrir 11 vagas  para as funções de assistente social, administrador, psiquiatra e psicólogo. Nesse caso, o Instituto AOCP foi contratado  como banca organizadora.
O novo concurso Susipe-PA, por sua vez, terá chances para agente prisional, cargo que exige o ensino médio completo. O governo do Pará ainda não informou o número de vagas, remunerações, nem prazo para a publicação dos editais.

 

Leia Mais em Folha Dirigida

Caminhoneiros descartam greve, após reunião com governo

Governo prometeu que vai fiscalizar o cumprimento da tabela de preços mínimos para o frete rodoviário

gre.jpg

Com a promessa de que o governo vai fiscalizar o cumprimento da tabela de preços mínimos para o frete rodoviário, caminhoneiros descartaram nesta segunda-feira, 22, a chance de uma nova paralisação. Cerca de 30 representantes da categoria estiveram reunidos por quase quatro horas com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, na sede da Pasta, em Brasília. Ao deixar o encontro, eles afirmaram que as bases “foram acalmadas”.

ICMBio terá reforço de brigadistas para combater incêndio florestal

tempo_seco_4.jpg

Com a proximidade do meio do ano, período em que os incêndios florestais ocorrem com maior frequência, o governo lançou editais para contratar brigadistas e assim reforçar a prevenção em unidades de conservação, entre elas parques nacionais.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) lançou 98 editais com 1.169 vagas para brigadistas trabalharem por períodos que variam entre 6 meses e dois anos.

As vagas serão para atuar em 88 unidades de conservação distribuídas pelo país, entre elas o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, que em outubro de 2017 sofreu o maior incêndio de sua história. Também fazem parte dos editais o Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia; a Floresta Nacional do Jamari, em Rondônia; e a Floresta Nacional de Brasília, no Distrito Federal, entre outros.

Serão destinados R$ 18 milhões para as contratações, além dos recursos usados na aquisição de equipamentos para proteção individual e de combate a incêndios florestais.

A seleção

A contratação dos brigadistas será feita de acordo com a Lei 13.668 de 2018 e prevê recrutamento de pessoal para emergências ambientais no ICMBio e no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A lei ampliou a duração dos contratos e diversificou as atividades a serem exercidas.

A seleção tem duas etapas que são um teste de aptidão física e curso de formação. Os editais estão no site do ICMBio.   Por Agência Brasil