Bandidos estouram banco Bradesco em Pirapemas_MA

a6016786-29a8-43b3-a12e-fd8692455d0c.jpg

Bandidos agem na madrugada desta quarta-feira, (31) na cidade de Pirapemas, (MA). Quadrilha formada por cerca de dez homens atacou a agência do Bradesco roubou todo o dinheiro. Os ladrões chegaram a cidade e efetuaram vários disparos e em seguida se dirigiram a agência bancária. Ao chegaram ao local interditaram o quarteirão onde funciona o banco  e trataram de explodir os caixas eletrônicos. Após o roubo os ladrões fugiram utilizando motocicletas. Na madrugada de terça-feira, (30), bandidos atacaram na agência do Banco do Brasil, na cidade Caxias de onde roubaram todo o dinheiro. Em nenhum dos casos a policia conseguiu prender os bandidos.

Hacher Aarley Gonzaga é assassinado a tiro em posto de combustível

Arley Gonzaga, com passagens pela polícia federal na na Operação Galático realizada no ano de 2006, ele foi assassinado na madrugada de hoje, a meia noite e 20 minutos com cinco tiros no Postim, o assassino estava sozinho em uma moto, Arley morreu no local, Posto Avenida, localizado no cruzamento da Avenida Dorgival Pinheiro com Rio Grande do Norte, Imperatriz-MA. A pericia feita no local encontrou cinco notas falsas de R$ 100,00.

IMG-20160830-WA0015 cópia.jpg

Por noticiadafoto

IMG-20160830-WA0020

O medo das crianças de competir.

images (1).jpg

A maioria das crianças gostaria de ser melhor em alguma coisa, seja na escola, no esporte, na música, na arte, etc. As crianças que competem são mais propensas a ter uma atitude negativa diante da competição por causa das exigências do meio, tanto é assim que as crianças podem negar seus sentimentos competitivos ao invés de lidar com eles de maneira saudável.

Quando a criança tem medo de competir na verdade ela tem medo do fracasso. Não quer se sentir perdedora e tem pouca confiança em si mesma.

Quando as crianças sentem medo da competição elas sentem medo, ansiedade, pressão… Elas se preocupam com a pontuação e pelos resultados, ainda que os medos possam ser originados de diversas fontes.

Numa competição insana há que tentar superar o outro como seja sem se importar com o estiver fazendo. Ganhar é a única meta. Isso causará nas crianças medo de se enganar ou o que dirão delas causando-lhes grande estresse. Por outro lado, quando se trata de uma competição saudável, as crianças se darão conta que o que importa é desfrutar do caminho, de aprender com os erros, de empatizar com o outro e melhorar os resultados deles mesmos sem pensar em deixar o outro ‘por baixo’.

Às vezes, os atletas desenvolvem medo do fracasso quando se preocupam por não conseguir o que querem, já que tiveram que trabalhar duro para consegui-lo, como ganhar um campeonato. Podem ter medo de competir, do fracasso e inclusive do êxito quando se preocupam demasiadamente pelo que devem conseguir.

 

CAROLINA-MA RECEBERÁ PROJETO CINE EDUCAÇÃO E DIREITOS HUMANOS

_20160829_121429.JPG

Educar por meio do cinema, esse é um dos objetivos do Projeto Cine Educação e Direitos Humanos, que está sendo desenvolvido nas escolas estaduais das Regiões do Médio Mearim e Sul do Maranhão, pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), no período de 16 a 29 de agosto. O projeto tem o apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio das Unidades Regionais de Educação e Supervisão de Temas Socioeducacionais.

A equipe da Sedihpop realiza as oficinas com professores para fortalecer a inclusão dos direitos humanos nas escolas, assim como a utilização do cinema na sala de aula enquanto recurso pedagógico. Após essa etapa, ocorre o lançamento do projeto juntos aos alunos, com as sessões de cinema e debates sobre a temática.

“Para mim, educadora, o projeto é muito significativo porque desperta nos alunos o encanto pela temática dos direitos humanos e nos professores promove essa reflexão por meio do cinema”, comentou a professora Luzimar Lima Coelho Lucena, diretora regional de Educação em Balsas, uma das parceiras da ação.

Este ano, o projeto Cine Educação conseguiu mais de 60 kits do Circuito Difusão, gerenciado pelo Instituto Cultura em Movimento (Icem), fruto da parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). A quantidade de kits deste ano supera o quantitativo dos recursos audiovisuais utilizados no ano passado.

Os kits são compostos por filmes selecionados da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul, um catálogo e três DVDs com os filmes “Felix”, “O Herói da Barra” e “Abraço de Maré” (DVD 1); “O Muro é o Meio” e “Porque Temos esperança” (DVD 2); “Do Meu Lado” e “500 Os Bebês Roubados Pela Ditadura Argentina” (DVD 3), além de cartazes para divulgar as sessões.

Na Região Sul, o Cine Educação visita, também, os municípios de Formosa da Serra Negra, Tasso Fragoso, São Félix de Balsas, Alto Bonito, Bacuri e Carolina.