#Presidente nacional do PT confirma que Dilma não virá ao Maranhão

#Debate entre candidatos na CNI
BRASÍLIA – Muito se especula sobre a vinda de Dilma Rousseff (PT) ao Maranhão. No entanto essa dúvida foi encerrada ontem. O presidente nacional do partido, Rui Falcão, informou com exclusividade a reportagem de O Imparcial(Diego Emir Enviado Especial) que a presidente não vem ao estado. Segundo o dirigente, isto vai ocorrer por conta da extensa agenda da presidente e por ele ter decidido priorizar os maiores colégios eleitorais do país.
“A Dilma está com uma série de demandas, fora que nesta eleição ela está no cargo de presidente, ela precisa continuar governando o país, por isso desta vez muitos estados não serão visitados e a ida dela do Maranhão consequentemente não deve ocorrer”, explicou o Rui Falcão.
Existe a possibilidade que a Dilma não vá a outros estados, principalmente onde os palanques estão divididos, caso do Rio de Janeiro e São Paulo.
A dirigente nacional do PT no Maranhão, Berenice Sousa, também foi contactada, porém preferiu não tecer comentários, uma vez que ela informou ser o Rui Falcão ser soberano dentro do partido, para dar qualquer declaração sobre a presidente Dilma e demais assuntos.
Fonte : O imparcial
 
Dilma e Flavio
 
Reveja:

Dilma: “nosso Flávio Dino candidato a governador”

Publicado em 27/06/2014 às 20:41 por johncutrim

 http://blog.jornalpequeno.com.br/johncutrim/2014/06/27/dilma-nosso-flavio-dino-candidato-governador/

Anúncios

# DENUNCIA: DEMISSÃO DE MÉDICO E CONTRATAÇÃO DE BOLSISTA DO PROGRAMA MAIS MÉDICO

mais medicos

PREFEITO DEMITE PEDIATRA E COLOCA UM PROFISSIONAL DO MAIS MÉDICOS PARA ATENDER NA PEDIATRIA. clique na imagem

mais medicos lista

Segundo denuncia feita no dia de ontem(28) a nossa  produção, por funcionário do HMC, a Prefeitura Municipal de Carolina por meio do Sr. Prefeito Ubiratan Jucá(PMDB) e do secretario de Saúde de Carolina, Wener, estão desrespeitando a classe médica quando chega a demitir uma Pediatra que atendia no anexo e sempre Hospital Santo Antonio e coloca um bolsista do Programa Mais Médicos para assumir a vaga.

Segundo o relato, o mesmo médico ainda atende toda quinta feira como plantonista no HMC – Hospital Municipal de Carolina e apenas uma vez na semana se dirige a um PSF no interior para justificar a BOLSA do Programa Mais Médicos.

“O programa vira crime quando a possível substituição de profissionais que atuavam no município são trocados por bolsistas do programa do governo federal.”

Os salários de médicos que se dispõem a trabalhar nos rincões do país pode chegar a mais de R$ 20 mil por mês. Já um bolsista do programa Mais Médicos, que receberá R$ 10 mil mensais do governo federal, custará aos municípios apenas o valor necessário para garantir sua moradia e sua alimentação. Com os profissionais dispensados, a chegada de novos médicos representaria uma economia para as administrações municipais, e não um reforço para as equipes existentes.

Em Carolina-Ma, precisa-se esclarecer como e o porquê do caminho contrário.

A carga horária do referido médico hoje é de 68 horas

Apenas 4 horas trabalhadas como Diretor de Serviços de Saúde.

 20 horas como Médico Clinico do Hospital Santo Antonio.

4 horas como Médico clinico da Secretaria Municipal de Saúde

40 horas como Médico da Estratégia de Saúde da Família No PSF Sucupira

 

O referido médico sortudo  consta na  RELAÇÃO DOS REQUERENTES APROVADOS NA PROVA DE REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA MÉDICO ESTRANGEIRO – REALIZADA EM 10/12/2010 na UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.Clique na imagem

REVALIDAÇÃO

HOJE EM CAROLINA, ELE EMBOLSA VALORES REFERENTES A 4 PROFISSIONAIS QUE SUARAM A CAMISA AQUI MESMO NO PAIS DIANTE DE TODAS AS DIFICULDADES LOCAIS PARA TAL GRADUAÇÃO E QUE ATUAM NA REGIÃO.

NO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA RELATAM ALGUNS VALORES REFERENTES AOS CONTRATOS E AS AJUDAS DE CUSTO DO ACORDO DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS FORA OS R$10.000,00 REPASSADOS PELO GOVERNO FEDERAL.

MAIS MEDICOS2

VALOR

 

Governo Federal diz que tomará dados do Cnes como base

O Ministério da Saúde afirma que os profissionais do programa Mais Médicos “só poderão ser inseridos em novas equipes de atenção básica ou naquelas em que há falta de médicos”

AMB: Ministério não tem capacidade de fiscalizar todos os municípios

Para o diretor da Associação Médica Brasileira (AMB), o Ministério da Saúde não tem capacidade de fiscalizar a situação dos médicos contratados em todos os municípios do país. Ele lembra que já houve denúncias de substituição de profissionais contratados por bolsistas do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), que tinha como objetivo levar médicos recém-formados para regiões carentes, e afirma que, com o lançamento do programa Mais Médicos, a tendência é que esses casos aumentem.

— Os prefeitos não terão mais que expôr os seus orçamentos para pagar médicos. Não é dito, mas é óbvio que é muito melhor para a prefeitura (receber bolsistas e demitir os contratados). Se o prefeito for aplicar o salário do médico nas estruturas de saúde, seria ótimo. Mas não acredito que será assim — opina o diretor.

O que se espera é saber se O MÉDICO CLINICO, com atribuições especificas no  PROGRAMA MAIS MÉDICOS.( atenção básica em saúde)

dará conta do Trabalho da Pediatra demitida do Hospital Santo Antonio e se todo esse valor colocado no portal da transparência não daria para termos mais médicos e mais especialistas a disposição dos Carolinenses?

 Com a palavra o Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF)

 

clique no link:

 PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 1.369, DE 8 DE JULHO DE 2013

Dispõe sobre a implementação do Projeto Mais Médicos para o Brasil.

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/pri1369_08_07_2013.html

 

mais medicos

sant Hosp

Sem título-2 cópia

 

 

TRÁFICO DE DROGAS: TRAFICANTE É PRESO NA PRAÇA DO MERCADO EM CAROLINA

Terça, Jul 29 2014 Escrito por  Cidade em Ação

5b98a51d844cf083418c7193dcee292b_L

 João Henrique preso após cumprimento de mandato de busca e apreensão

É a segunda grande apreensão de drogas no centro de Carolina em uma semana

Cumprindo mandato de busca e apreensão, a equipe do delegado Fabian Kleine em conjunto com policiais militares da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina prenderam, no final da tarde desta terça-feira, dia 29, João Henrique, conhecido como Cabeludo, em sua residência na Praça Joaquim Legal, também chamada Praça do Mercado Central. Com o traficante foram apreendidas 17 pedras de crack, 42 trouxinhas de maconha mais um tablete de 200 gramas da mesma droga. Também foi apreendida uma Honda Biz 125 ES.

É a segunda grande apreensão de drogas no centro de Carolina em uma semana. Na última sexta-feira (25), três traficantes foram presos na Avenida Adalberto Ribeiro. 

Participaram da operação, além do delegado Fabian Kleine, os investigadores Acileu e Junior Noleto, com auxílio dos policias militares, os cabos Macedo, Barros e Soares, além dos soldados Romildo, Alacides, Da Silva, Cássio e Joziel.

 

João Henrique foi levado à Delegacia de Polícia Civil de Carolina, onde se encontra à disposição da Justiça.

Com informações da Polícia Civil e da Polícia Militar

#Fundema será fiscalizado pela Justiça Federal; veja a íntegra da decisão

Fundema-1-e1406643746456

O titular do Blog do Luis Pablo disponibilizou abaixo, imagens da decisão na íntegra do juiz da 5ª Vara da Justiça Federal, José Carlos do Vale Madeira, que determinou que todos os recursos transferidos aos municípios por meio do Fundema passarão a ser fiscalizados pelos órgãos federais.

Na decisão, Carlos Madeira diz que o BNDES, o Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal devem encaminhar à Justiça Federal as “informações criteriosas acerca das movimentações realizadas com recursos transferidos para o FUNDEMA, com a explicitação dos beneficiários, valores transferidos, datas das operações, contas – de órgãos municipais, pessoas jurídicas ou físicas – que sejam destinatárias dos respectivos recursos”.

O juiz federal diz ainda que “estas informações devem ser enviadas imediatamente após cada operação realizada por quaisquer das referidas instituições financeiras”.

E mais: que qualquer pessoa poderá acompanhar como o Fundema está sendo utilizado. “As informações encaminhadas pelo BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal em volumes próprios, que poderão ser consultados – por se tratar de recursos públicos – por qualquer cidadão, advogado ou não”.

A decisão de Carlos Madeira, proferida na última sexta-feira (25), servirá para evitar que os recursos na ordem de R$ 4,5 bilhões em empréstimos ao Governo do Maranhão feito no BNDES, sejam utilizados como aconteceu no processo eleitoral de 2010, em que vários apoios políticos foram comprados através de repasses em convênios.

Abaixo a íntegra da decisão:

 Fundema-2-e1406643772876 Fundema-3-e1406643794500 Fundema-4-e1406643819326 Fundema-5-e1406643844786 Fundema-6-e1406643869275 Fundema-7-e1406643893388

# FALTA DE DINHEIRO NOS BANCOS GERA OUTROS INCIDENTES NO COMÉRCIO DE CAROLINA

DFFF

Após 3 dias sem operações nos terminais de autoatendmento dos bancos em Carolina-MA vimos e ouvimos de tudo.

No dia de hoje ao ir a uma mercearia situada na Av. Adalberto Ribeiro comprar cigarros e pagar com o cartão de débito me deparei com a negativa do proprietário em vender com pagamento no cartão.

Segundo ele, ele paga R$ 300,00 pela máquina, mas despesas com o banco e mais despesas com a financeira. por essa razão não vende produto tabelado a cartão de débito.

Segundo o que diz a Lei  do Consumidor, – o estabelecimento que aceita cartão como forma de pagamento não pode negar receber qualquer compra, de qualquer valor, por cartão de débito ou crédito.

Com o intuito de relatar minha Legítima pretensão em ver assegurado o direito a tratamento igual nas relações negociais, relato na lei o artigo que refere ao Direito e dever do referido caso.

 

Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994)

I – condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;

II – recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque, e, ainda, de conformidade com os usos e costumes;

III – enviar ou entregar ao consumidor, sem solicitação prévia, qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço;

IV – prevalecer-se da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social, para impingir-lhe seus produtos ou serviços;

V – exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva;

VI – executar serviços sem a prévia elaboração de orçamento e autorização expressa do consumidor, ressalvadas as decorrentes de práticas anteriores entre as partes;

VII – repassar informação depreciativa, referente a ato praticado pelo consumidor no exercício de seus direitos;

VIII – colocar, no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro);

IX – deixar de estipular prazo para o cumprimento de sua obrigação ou deixar a fixação de seu termo inicial a seu exclusivo critério;

IX – recusar a venda de bens ou a prestação de serviços, diretamente a quem se disponha a adquiri-los mediante pronto pagamento, ressalvados os casos de intermediação regulados em leis especiais;

Segundo o IDEC(Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) 

O COMERCIANTE PODE RECUSAR RECEBER CARTÃO PARA PRODUTOS DE BAIXO CUSTO, COMO CIGARRO, BALAS OU SORVETE?

Não pode. Se o comerciante aceita o cartão como meio de pagamento, deve aceitá-lo, então, para qualquer tipo de produto e de qualquer valor, incluindo cigarros e sorvetes, o que é negada a venda neste tipo de situação por muitos comerciantes. Vai contra o Código de Defesa do Consumidor, afirma o Procon.

Pode haver um valor mínimo para pagamento com cartão de débito ou crédito? Como disse acima, não pode. Segundo o Idec e o Procon, se a loja ou o prestador de serviços aceita cartão como meio de pagamento, deve aceitá-lo para qualquer valor nas compras à vista. Recusar a venda é uma prática abusiva. A compra com o cartão de crédito, se não for parcelada, também é considerada pagamento à vista;

– É permitido cobrar uma taxa adicional para pagamento feito com cartão, seja ele de débito, crédito ou refeitção? Não. O consumidor já paga taxas para a administradora de cartões , como a anuidade do cartão de crédito, por exemplo. As taxas que o lojista ou prestador de serviços paga às administradoras não podem ser repassadas ao consumidor. Geralmente, esse valor já é repassado ao cliente no próprio preço, de forma implícita;

– O que fazer caso se sinta lesado? O consumidor deve fazer uma reclamação por escrito, em duas vias, ao estabelecimento ou prestador de serviço, pedindo uma solução rápida, entre cinco e dez dias. Deve entregar uma via e guardar a outra. Se for um estabelecimento grande, pode entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor e guardar o número do protocolo de atendimento.

Se não der resultado, pode entrar em contato com o Procon do Estado ou município, que tentará resolver o caso de forma administrativa. Se ainda assim não chegar a um acordo, pode entrar na Justiça pedindo cumprimento da obrigação ou ressarcimento dos danos causados – por exemplo, danos morais.

MAS EM CAROLINA-MA TUDO PODE…

Ciclistas carolinenses realizam desafio pedalando de Brasília à Carolina

2014-07-27 08.10.23

Três ciclistas carolinenses saíram no ultimo dia 18 da capital federal, Brasília, rumo ao município de Carolina na expedição Desafio Brasília/Carolina.

O objetivo de acordo com o esportista, Jânio Cesar e outros dois amigos que participam da maratona, é divulgar o potencial natural e cerrado da Chapada das Mesas.

“Nosso objetivo é divulgar as belezas do cerrado brasileiro inclusive nossa querida Carolina eincentivar a prática esportiva em especial o ciclismo de aventura”, detalhou.

A chegada foi neste domingo (27), às 8h na beira rio. Uma  recepção feita por amigos e parentes dos aventureiros festeja o feito.

Infelizmente não vimos o apoio da secretaria de Esporte e Juventude de Carolina como o esperado onde perde-se a oportunidade de  recebê-los com todas as honras afinal o esforço empreendido na ação só reitera o potencial que a região e nossa cidade tem.

PARABÉNS AOS AVENTUREIROS CICLISTAS.

2014-07-27 08.06.50 2014-07-27 08.07.02 2014-07-27 08.07.06 2014-07-27 08.07.15 2014-07-27 08.07.17 2014-07-27 08.07.20

2014-07-27 08.08.16 2014-07-27 08.08.53 2014-07-27 08.10.27 2014-07-27 08.10.39 2014-07-27 08.10.52 2014-07-27 08.11.13

#UEMA oferece cursos de pós-graduação gratuitos

6d8657cb0de821bee3a524c1dded2428

A Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UemaNet, abre inscrições para cinco cursos de pós-graduação gratuitas, na modalidade a distância. São elas:

1. Especialização em Ensino da Genética

2. Psicologia da Educação

3. Gestão Pública

4. Gestão Pública Municipal

5. Gestão em Saúde.

Inscrições

As inscrições acontecem até o dia 09 de agosto de 2014 e podem ser feitas pelo sitewww.uemanet.uema.br, preenchendo formulários de inscrição, que estão logo abaixo. Além do formulário, o candidato deverá entregar até essa data, no Polo da Universidade Aberta do Brasil – UAB, onde o curso será ofertado e em que pretende se matricular, a documentação constante no Edital e um currículo simplificado que justifique o interesse pela especialização.

Seleção e Resultado

A Seleção será realizada por meio da análise do Curriculum Vitae e da documentação necessária. A divulgação do resultado ocorrerá no dia 20 de agosto de 2014 na mesma página de inscrição.Ambos os cursos terão duração de 18 meses.

Sobre os cursos

Ensino da Genética – São 420 horas e 280 vagas distribuídas nos seguintes polos: Caxias, Codó, Coelho Neto, Dom Pedro, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Humberto de Campos, Imperatriz, Porto Franco, Santa Inês, Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Bacabal e Açailandia.

Psicologia da Educação – São 450 horas e 310 vagas distribuídas nos polos de: Balsas, Caxias, Codó, Coelho Neto, Dom Pedro, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Humberto de Campos, Imperatriz, Porto Franco, Santa Inês, Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Colinas e Timon.

Gestão Pública – Com 420 horas, serão ofertadas 235 vagas em oito polos: Coelho Neto, Santa Inês, Santa Quitéria, São João dos Patos, São Luís, Timbiras, Açailandia e Timon.

Gestão Pública Municipal – Com 420 horas, serão ofertadas 85 vagas em três polos: Coelho Neto, Santa Inês e Santa Quitéria.

Gestão em Saúde – Totalizando 420 horas, serão ofertadas 135 vagas em cinco polos: Santa Inês, São João dos Patos, São Luís e Bacabal.

As especializações fazem parte do Programa da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil – SECAD/UAB/CAPES.